Véspera de Ano Novo 2017

Corrida Internacional de São Silvestre - São Paulo, Brazil
whltravel / CC-by-nc-sa

Datas da véspera de Ano Novo

A véspera de Ano Novo está prevista para as seguintes datas:

  • domingo 31 dezembro 2017
  • segunda-feira 31 dezembro 2018
  • terça-feira 31 dezembro 2019

A data é fixa e será sempre celebrada no dia 31 de dezembro.

Véspera de Ano Novo

A véspera de Ano Novo, feriado facultativo após as 14h, acontece na noite de 31 de dezembro, quando famílias e amigos se reúnem para comemorar a passagem para o primeiro dia do ano seguinte. As manifestações culturais para celebrar a data mudam de um lugar para outro. Muitos se enchem de fé e procuram alimentar sua espiritualidade, outros preferem aproveitar o momento para celebrar simplesmente com alegria um novo ciclo de vida.

Origem

A palavra reveillon, comumente utilizada no Brasil para a passagem de ano, vem do francês réveiller, que significa despertar, acordar, e do latim velare, que significa cuidar, velar e não dormir1.

Os primeiros registros dessa celebração remontam ao ano de 2000 a.C., na Mesopotâmia. A origem da comemoração do Ano Novo está ligada aos ciclos celestes e da agricultura, e ainda à necessidade de marcá-los por meio dos ritos de passagem.

Até o século XVI, o Ano Novo era comemorado de acordo com o calendário juliano em 25 de março, data em que o anjo Gabriel anunciou à Virgem Maria que ela estava grávida. Porém, em 1582, com a adoção do calendário gregoriano pelo Papa Gregório XIII, a Igreja estabeleceu o dia 1° de janeiro como primeiro dia do ano. Assim sendo, a festa que tem início na noite do dia 31 de dezembro está relacionada à tradição cristã1.

Judeus, muçulmanos e chineses comemoram o Ano Novo em datas diferentes. O Ano Novo judeu acontece numa data móvel entre setembro e outubro, de acordo com seu calendário luni-solar. Muçulmanos comemoram a ocasião em junho, e os chineses, entre janeiro e fevereiro, sendo que essas duas tradições seguem o calendário lunar2.

Tradições brasileiras

“Adeus, ano velho! Feliz ano novo! Que tudo se realize / No ano que vai nascer / Muito dinheiro no bolso / Saúde para dar e vender”. Esses são uns dos versos mais ouvidos e cantados na noite da virada. A canção “Fim de Ano” foi composta por David Nasser e Francisco Alves, e tornou-se praticamente um hino do reveillon brasileiro. A música foi gravada por João Dias em 19513.

O reveillon no Brasil é composto por uma grande diversidade de hábitos e tradições. Além da fé e da espiritualidade, as superstições também fazem parte dos rituais de passagem de ano. O que se busca, essencialmente, é atrair e canalizar energias positivas para garantir prosperidade no ano vindouro.

Um dos eventos tradicionais da data é a Corrida Internacional de São Silvestre4, que ocorre nas ruas de São Paulo na tarde do dia 31. Atletas de todo o mundo, profissionais ou amadores, se reúnem para percorrer 15 km da maior prova de corrida da América do Sul.

Mais tarde, a celebração continua com a ceia de Ano Novo. A mesa farta pode trazer alguns alimentos tradicionais, como a lentilha, o grão de bico, as frutas secas, a uva, a romã5, todos como elementos que atraem fartura e boas vibrações6. A tradição diz, porém, que se deve evitar comer aves, pois o fato de ciscarem para trás pode significar retrocesso nos projetos.

Após a refeição, é comum ir às ruas para ver os fogos de artifício preparados pelas prefeituras das cidades. Na hora da virada, faz-se a contagem regressiva e, meia-noite em ponto, os fogos iluminam os céus de todo o país. As pessoas se abraçam, estouram champanhe e fazem votos de saúde, felicidade, paz, dinheiro, amor.

Além disso, muitas crendices fazem parte dos rituais brasileiros. Vestir uma peça nova de roupa, tomar um banho de mar à meia-noite, usar amarelo para atrair dinheiro e vermelho para atrair amor, guardar uma folha de louro na carteira para atrair sorte fazem parte dos costumes populares para atrair boa fortuna7.

Quem comemora a passagem de ano no litoral tem um costume a mais a sua disposição: pular sete ondas para abrir caminhos, sendo que cada onda pulada corresponde a um pedido ou agradecimento. Há ainda os que prefiram fazer oferendas para Iemanjá, divindade das águas da cultura afro-brasileira, jogando flores ao mar e acendendo velas na areia da praia. Esses costumes têm origem na tradição africana, trazida ao Brasil pelos escravos8.

A festa de reveillon mais popular do Brasil acontece na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Na noite da virada, milhares de pessoas se dirigem à orla para fazer a contagem regressiva. Na virada do ano, o público assiste à maior queima de fogos do país, com duração de 16 minutos. Na ocasião, 11 balsas instaladas no mar disparam mais de 20 toneladas de fogos de artifício. A festa acontece desde 1980 e chega a receber cerca de dois milhões de visitantes9.

Feriados

Efemérides

Domingo 22 Outubro Semana 42 | Donato CLua crescente

As efemérides em seu site?
Adicione o nosso widget em apenas 2 cliques!